Atenção: Você está no site Agro Bayer Brasil. O conteúdo deste site é destinado a agricultores e demais profissionais do setor agrícola.

 
Find a solution
Find a label

Onde Comprar

Não há resultados.

Importância do Tratamento de Sementes Industrial (TSI)

O tratamento de sementes se tornou prática essencial na proteção inicial dos cultivos, e já que essa prática é tão importante, porque não adquirir uma semente já tratada através do Tratamento de Semente Industrial (TSI)?

Data

12 novembro 2018

Produto

Localização

São Paulo - SP

Muitos dos produtores rurais ainda optam por realizar o tratamento de sementes de soja e milho na sua propriedade, o chamado tratamento de semente “On Farm”. No entanto sabemos que nesse tratamento “On Farm” podem ocorrer alguns problemas que põem em risco o estabelecimento da lavoura. Os problemas mais comuns são: o uso de produtos inadequados, desconhecimento da interação entre produtos e ocorrência de fitotoxidades, doses inadequadas, máquinas não adequadas ou desreguladas, cobertura desuniforme das sementes, danos mecânicos às sementes podendo danificá-las, tudo isso pode causar problemas de emergência e atraso no desenvolvimento inicial das plantas.

O Tratamento de Sementes Industrial (TSI) veio para solucionar tais problemas e tornar essa prática ainda mais eficiente e rentável para o produtor rural. Abaixo são listados alguns dos benefícios de se adquirir uma semente com TSI.

(I) Certeza do produto certo e adequado para esse fim:

O produto certo além de garantir maior eficiência técnica no controle, reduz os riscos de problemas com fitotoxidades. Na tentativa de reduzir custos, muitos produtores utilizam produtos que não são formulados para tratamento de sementes, e isso além de reduzir a eficiência, podem implicar em problemas de fitotoxidade às plantas. A velha frase "O barato sai caro".

(II) Menor dano mecânico:

No TSI são utilizadas máquinas de alta tecnologia, o que proporciona um tratamento mais suave às sementes, reduzindo significativamente os danos mecânicos. Vale lembrar que danos mecânicos são altamente danosos e podem prejudicar o vigor de plantas.

(III) Garantia de dose adequada e uniformidade de cobertura:

No TSI são utilizadas máquinas computadorizadas de alta tecnologia que permitem precisão na colocação da dose correta do produto, e da uniformidade de cobertura semente a semente, o que aumenta a eficiência e o resultado final desse investimento.

(IV) Redução de riscos de intoxicação dos funcionários:

Por envolver químicos, o tratamento de semente na fazenda inevitavelmente expõe o operador a um risco de intoxicação, seja pelo contato ou pelo cheiro. Com o TSI esses riscos são minimizados.

(V) o TSI inclui polímeros:

Os polímeros ajudam a melhorar a performance do tratamento de semente e a proteger o potencial produtivo contido nela.

(VI) elimina riscos de misturas de sementes:

Em grandes propriedades são utilizadas uma grande quantidade de sementes, muitas cultivares de soja, muitos híbridos de milho. Na hora de tratar as sementes o operador pode se confundir e erroneamente misturar diferentes lotes, o que implicaria em desuniformidade da lavoura.

(VII) maior comodidade e agilidade ao produtor:

O momento de realizar a semeadura é bastante crítico sendo que deve ser realizado em janelas favoráveis principalmente em relação a umidade do solo. Quando as condições são favoráveis, as máquinas precisam ir a campo, e tudo precisa estar organizado a fim de aproveitar essa janela. Assim, as sementes devem estar prontas para serem semeadas. O TSI ajuda nessa agilidade, reduzindo o número de operações e de mão-de-obra, o que no final das contas, gera economia ao produtor rural.

O TSI beneficia todo o sistema de produção, traz agilidade ao produtor rural, é garantia do produto certo, colocado da maneira certa, na quantidade certa, o que garantirá maior eficiência técnica e menor risco de erros.

Autor: Fotos, textos e ilustrações: Instituto Phytus

Compartilhar notícia por email