Atenção: Você está no site Agro Bayer Brasil. O conteúdo deste site é destinado a agricultores e demais profissionais do setor agrícola.

 
Find a solution
Find a label

Onde Comprar

Não há resultados.

Alta produtividade de milho depende da sanidade de folhas.

A rentabilidade da lavoura depende constantemente da melhoria na qualidade dos processos de produção, como por exemplo, a sanidade de plantas.

Data

01 março 2019

Produto

Localização

São Paulo - SP

Alta produtividade de milho depende da sanidade de folhas

A rentabilidade da lavoura depende constantemente da melhoria na qualidade dos processos de produção, como por exemplo, a sanidade de plantas

O milho é uma planta com alta eficiência fotossintética, bom aproveitamento de luz e alta capacidade de produção de biomassa. Cada planta produz entre 15 a 25 folhas, de acordo com o ciclo do híbrido e condições ambientais. Para um satisfatório aproveitamento de luz, produção e armazenagem de fotoassimilados, além de um eficiente enchimento de grãos, o milho precisa de um IAF de 4:1, ou seja, 4m² de folhas em 1m² de área. Cada planta de milho pode chegar a mais de 6 mil cm² de área foliar. Considerando folhas sadias, com 6 à 7 plantas/m², se alcança o IAF ideal. Cada espiga de milho chega a 250g de grãos. Seis espigas/m² produzem 1.500g de grãos, 15 toneladas por hectare, ou ainda 250 sc/ha.

Figura 1. (Foto: Phytus Group)

Altas produtividades no milho são fortemente dependentes da manutenção de folhas sadias até o final do enchimento de grãos. As folhas medianas do milho, mais próximas à espiga, são as que apresentam maior área foliar e aquelas que respondem por grande parte do enchimento de grãos. As cinco folhas ao redor do nó da espiga podem corresponder em até 50% da área foliar total da planta e possuem maior influência na produção. Essas cinco folhas podem ser responsáveis por mais de 60% da produção de grãos.

Adaptado de Gassen (2011)

A fase de enchimento de grãos no milho é um período relativamente curto. Esse período é o mais importante na definição da massa de grãos por espiga. A presença de folhas vigorosas e sadias nessa fase será definitiva para o adequado enchimento de grãos. A perda de folhas por períodos de estresse hídrico, deficiências nutricionais ou por pragas e doenças, determina a perda no peso de grãos e a falha no enchimento da ponta da espiga, denominada de “chupeta”.

Por isso, manter as folhas ativas, bem nutridas e livres de doenças até o final do enchimento de grãos é fundamental para se alcançar altos tetos produtivos na cultura do milho.

Para ajudar nessa missão de manter as folhas sadias, conheça Nativo, o fungicida da Bayer com forte ação preventiva e residual, indicado para a cultura de milho.

Não espere a doença chegar para remediar. Use Nativo, seu braço forte contra doenças.

Saiba mais na página do produto:

conhecer nativo

Compartilhar notícia por email