12 MIN DE LEITURA

Bayer lançará soluções em herbicidas prevendo aumento futuro de plantas daninhas até 2030

08 de fevereiro de 2024

Herbicidas

São Paulo, fevereiro de 2024 — O desafio no controle de plantas daninhas tem se acentuado nos últimos anos devido ao aumento da resistência dessas invasoras a diversos modos de ação herbicidas existentes, resultando em maior dificuldade no manejo. Dada a relevância do cenário, o tema foi um dos destaques do Clube da Inovação Soja, realizado em Sorriso (MT) pela segunda vez, dando início aos encontros regionais deste ano. O movimento, liderado pela Bayer, foi criado para debater com toda a cadeia agrícola da soja os principais desafios e temas de interesse.

O gerente de Herbicidas da Bayer para a América Latina, Matheus Palhano, alertou que a resistência dessas plantas invasoras tende a aumentar, destacando a necessidade de soluções mais eficazes e sustentáveis no enfrentamento desse desafio.

“Para termos noção da gravidade, nos mais de 44 milhões de hectares plantados com soja no Brasil hoje, em aproximadamente 60% dessa área tem uma planta daninha resistente a pelo menos um princípio ativo existente. Em 2030, há a possibilidade dessa porcentagem ultrapassar 65% da área com a oleaginosa, com a tendência de haver mais de uma planta daninha resistente a múltiplos tipos de princípio ativo, segundo projeções do projeto Simon, que lideramos há mais de 10 anos e conta com a colaboração de pesquisadores, acadêmicos e especialistas do país inteiro. De fato, as plantas daninhas estão ganhando resistência em uma velocidade maior do que se esperava”, enfatiza.

Para reduzir a propagação e resistência destas invasoras, Palhano propõe um avanço no sistema de manejo. "O primeiro passo é abandonar a abordagem de controle individual de plantas daninhas para cada cultura e adotar um sistema de manejo abrangente para toda a safra, incluindo soja, milho, algodão e outras culturas da rotação. Um exemplo é iniciar o manejo contra as plantas daninhas após a colheita do milho, antecipando-se à cultura subsequente, como a soja. Isso reduzirá a incidência de invasoras e facilitará o controle posterior."

Com o objetivo de minimizar os efeitos adversos das plantas daninhas nas culturas, a Bayer está empenhada no desenvolvimento de um conjunto de soluções que engloba todo o sistema de produção, desde a fase da pré-emergência das invasoras até a etapa da pré-colheita de soja. "A nossa proposta envolve 11 soluções nesse sistema destinadas a conter a propagação das plantas daninhas resistentes em culturas como soja, milho, algodão e cana-de-açúcar", destaca o Palhano.


Inovações in loco no encontro de Sorriso

Dentro do escopo de suas inovações, a Bayer tem como plano o lançamento, em 2026, do herbicida Convintro Duo, com dois princípios ativos, destinado à fase de pré-emergência da soja. Também previsto para os próximos anos, o lançamento de herbicidas que levarão uma molécula inédita direcionada à pós-emergência das plantas daninhas, o Icafolin-methyl, primeiro princípio ativo desenvolvido para este fim em 30 anos.

“O Icafolin desempenhará um papel crucial no manejo de plantas daninhas, destacando-se especialmente no controle do capim-amargoso e do capim-pé-de-galinha". O executivo ainda complementa. “A nossa aposta, daqui em diante, é pelo menos em boa parte dos produtos, combinar mais de uma molécula em uma mesma solução. Desta forma, dificulta-se ainda mais o avanço da resistência das plantas daninhas aos princípios ativos”.

Em Sorriso, os participantes do Clube da Inovação Soja puderam ver, pela primeira vez, a eficácia do Icafolin em campo de teste.


Novidades para o futuro

Depois da soja RR, Intacta RR2 Pro e Intacta2 Xtend, a companhia segue inovando e desenvolvendo a quarta geração de soja que irá conferir tolerância a quatro herbicidas e novos modos de ação para controle de pragas, também apresentada em campo de teste durante o evento.

"Seguimos dispondo de soluções que não apenas impulsionam a produtividade das principais culturas a níveis inéditos, mas que também ampliam a sustentabilidade no cultivo da cultura da soja. Resultados concretos são evidenciados através das biotecnologias que já lançamos, como o caso da Intacta2 Xtend para soja, que possibilitou que agricultores atingissem médias de produtividade superiores a 100 sacas por hectare. Além do VTPRO4 para milho, no qual produtores de milho irrigado alcançaram médias acima de 300 sacas por hectare. Recentemente, também disponibilizamos o fungicida Fox Supra para a soja”, explica o diretor dos negócios de Soja e Algodão na Bayer, Fernando Prudente.

Para dar celeridade às fases de desenvolvimento até o lançamento das inovações, a companhia destina, anualmente, cerca de 2,8 bilhões de euros em pesquisa e desenvolvimento em escala global. “Todo investimento em inovação requer um ambiente jurídico seguro e estável, garantindo a proteção intelectual que remunera o trabalho de desenvolvimento – que leva décadas para serem concluídos no país –, viabilizando a continuidade das pesquisas para o avanço da agricultura tropical, a qual enfrenta ano após ano novos desafios relacionados a pragas e doenças. Esse ambiente favorável não só nos permite lançar soluções alinhadas com os desafios dos produtores atuais, mas também nos capacita para enfrentar as demandas futuras da agricultura", explica a diretora de segurança de produtos da Bayer, Marcia José.


Site da Bayer em Sorriso (MT)

A última edição do Clube da Inovação Soja no estado de Mato Grosso foi sediada em Sorriso. O município é conhecido como a capital nacional do agronegócio e o maior produtor de soja do mundo, com quase 600 mil hectares de área plantada, produzindo mais de 2 milhões de toneladas do cereal por safra, segundo o Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE). É também onde há 21 anos a Bayer instalou uma unidade, que hoje é um dos centros estratégicos de inovação em Pesquisa e Desenvolvimento para a América Latina.

A unidade tem capacidade de analisar mais de milhões de plantas por ano, testar dezenas de milhares de novas linhagens de soja e híbridos experimentais de milho em estágio inicial de pesquisa. Também é um importante polo para conduzir testes que vão promover as melhores soluções para os problemas atuais enfrentados pelos produtores da região, como a podridão de grãos e vagens da soja. Além de Sorriso, a Bayer está ampliando os investimentos em Mato Grosso com a inclusão de mais quatro unidades de pesquisa e desenvolvimento.

O centro também apoia a equipe de teste na avaliação de centenas de milhares de parcelas de pesquisa em milho e soja no estado, o que representa mais de um número imenso de pontos de dados para serem utilizados em avaliações de teste para as duas culturas.


Clube da Inovação Soja

Lançado em março de 2023, o Clube da Inovação Soja é uma iniciativa que pretende discutir a evolução do setor, resolver gargalos, debater questões técnicas e qualquer assunto que promova mais inovação, tecnologia e sustentabilidade da cultura no Brasil. Trata-se de uma coalização em prol da inovação e desenvolvimento da agricultura brasileira.

“Somos uma empresa com um importante norteador de colaboração e cocriação, ancorada no modelo de inovação aberta, e essa coalizão é reflexo disso. Sabemos da importância de nos unirmos com diferentes agentes e profissionais do setor para conseguirmos dar ainda mais celeridade a soluções que fazem sentido para o agricultor. É a partir deste grupo que nascerão as principais inovações e decisões do futuro da sojicultura”, ressalta Fernando Prudente, idealizador do projeto.


Sobre a Bayer

A Bayer é uma empresa global com competências essenciais nas ciências da vida nos setores de agronegócios e saúde. Seus produtos e serviços são projetados para ajudar as pessoas e o planeta a prosperar, apoiando os esforços para superar os principais desafios apresentados por uma população global em crescimento e envelhecimento. A Bayer está comprometida em impulsionar o desenvolvimento sustentável e gerar um impacto positivo em seus negócios. Ao mesmo tempo, o Grupo pretende aumentar o seu poder de ganho e criar valor através da inovação e do crescimento. A marca Bayer representa confiança, confiabilidade e qualidade. O Brasil é a segunda maior operação da companhia no mundo.


Declarações prospectivas

Este comunicado pode conter declarações prospectivas baseadas nas previsões atuais da equipe executiva da Bayer. Diversos riscos, incertezas e outros fatores, conhecidos ou desconhecidos, podem gerar diferenças materiais entre os reais e futuros resultados, situações financeiras, desenvolvimentos e desempenhos da empresa e as estimativas apresentadas aqui. Esses fatores incluem aqueles discutidos nos relatórios públicos da Bayer, disponíveis no site da empresa. A companhia se isenta de qualquer responsabilidade pela atualização destas declarações prospectivas e pela precisão de eventos e desenvolvimentos futuros.


Informações à imprensa Bayer

JeffreyGroup
agrobayer@jeffreygroup.com