10 MIN DE LEITURA

Começa a safra de cana! O que esperar?

12 de abril de 2024

O último relatório divulgado pela União da Indústria de Cana-de-Açúcar e Bioenergia (Unica), revela que a moagem acumulada de cana na safra 2023/2024 alcançou um novo recorde. O processamento atingiu 649,4 milhões de toneladas, um volume 19,4% maior do que o registrado no ciclo anterior.

Essa temporada será lembrada na história do setor no Brasil. As precipitações ocorridas em março e abril de 2023 impactaram positivamente a produção de cana-de-açúcar, e a falta de chuvas no final da safra facilitou o processamento. Somado a isso, não houve geadas, a ocorrência de incêndios foi baixa, o manejo da broca-da-cana foi efetivo e os produtores adotaram um bom pacote tecnológico.


Projeções para a safra 24/25

Olhando para a safra de cana 2024/2025, que teve início neste mês, as projeções apontam para uma redução na produção. Isso porque menores volumes de chuvas são previstos para os próximos meses, período crucial para o desenvolvimento da cana-de-açúcar. Além disso, o fenômeno La Niña deve influenciar o clima na segunda metade do ano e, por mais que ainda seja cedo para afirmar, a possibilidade de geadas pode ser maior.

Esse cenário pode provocar uma queda de 9,8% na moagem de cana da região Centro-Sul nesta temporada. Serão 64 milhões de toneladas a menos, ficando em 592 milhões de toneladas, de acordo com as projeções da consultoria Datagro.

A produtividade das lavouras também deve cair 10,8%, passando de 88,3 para 78,8 toneladas por hectare. A área de produção pretende crescer apenas 1%, por conta da menor renovação dos canaviais.

Porém, mesmo com as perspectivas de queda na produção, os estoques das usinas ainda devem ser suficientes para o ciclo atual, com a produção maior do que o registrado na safra 2021/2022.

"Acredito que o açúcar continua com alta demanda mundial. Outra boa notícia é que, com o aumento do petróleo, o etanol deve dar uma contribuição interessante. Além disso, o valor do ATR deve fechar entre 1,15 e 1,18 nesta safra de cana que está começando agora. As perspectivas, portanto, continuam boas para a rentabilidade por hectare, e precisamos de gestão e tecnologia para atingir esses resultados", analisa o professor Marcos Fava Neves.


Giro de notícias

A receita de exportação da cadeia produtiva da soja e do biodiesel foi 10,2% maior em 2023, totalizando 67,6 bilhões de dólares. O principal motivo é o aumento da demanda global, principalmente da China.

O processo de transição de El Niño para La Niña já começou. O fenômeno El Niño vem enfraquecendo desde o início do ano e a tendência é de que dure até meados de maio.

Os embarques de café cresceram 11% nos cinco primeiros meses da safra, chegando a 56,2 milhões de sacas. As compras se deslocam para o Brasil por causa de problemas no Vietnã, maior produtor mundial de café robusta.


Eventos do agro pelo Brasil

Nesta semana aconteceu a Tecnoshow Comigo, em Rio Verde, Goiás, e a Bayer esteve presente com várias inovações. Além disso, os visitantes puderam assistir a uma série de palestras com grandes nomes do setor.