2 MIN DE LEITURA

Milho segunda safra: produção deve crescer mais de 30%

21 de julho de 2022

A nova estimativa da Companhia Nacional de Abastecimento (Conab) para a segunda safra de milho no Brasil indica uma produção de 88,2 milhões de toneladas na safrinha, o que representa uma alta na expectativa para o cereal. Na primeira previsão, em outubro de 2021, a projeção era de 86,3 milhões de toneladas e, no mês passado, de 87,7 milhões. Se confirmada, a oferta de milho safrinha deverá crescer 45% em comparação com o ciclo passado.

Como resultado, a produção total de milho no Brasil, que inclui 1ª, 2ª e 3ª safras, deve somar 115,2 milhões de toneladas em 2021/22. O volume é 32% maior do que na safra passada.

No campo, a colheita ainda está na fase inicial, com apenas 3% das áreas colhidas, embora tenha iniciado mais cedo este ano. As operações já começaram nos estados do Mato Grosso, Tocantins e Goiás.

China importa mais soja brasileira

O volume de soja brasileira importada pela China voltou a crescer em maio. Foram 9,7 milhões de toneladas, quase 20% a mais do que havia sido registrado em abril, e praticamente o mesmo volume de maio do ano passado.

Na análise do professor Marcos Fava Neves, as importações por parte da China devem permanecer firmes até a entrada da mega safra americana no mercado, nos meses de outubro e novembro. "Todo mundo sabe da importância da China na compra dos produtos do agronegócio brasileiro, como soja, carnes e, agora, há boa perspectiva para o milho também com o acordo que está sendo feito. No caso da soja, o número de maio surpreendeu. Estávamos com números menores provavelmente por conta de dificuldades logística com fechamento de portos. Esses bons números devem continuar até a chegada da colheita da soja americana, quando eles ocupam mais o nosso espaço”, comenta o Doutor Agro.

Top 3 de notícias do agro

O Valor Bruto da Produção Agropecuária (VBP) foi estimado novamente em 1,24 trilhão de reais em 2022. O valor é 29,1 bilhões de reais maior do que o VBP do agro no ano passado, segundo o Ministério da Agricultura, Pecuária e Abastecimento.

Já a comercialização de etanol caiu 7,1% em maio, na região Centro-Sul, quando comparado ao mesmo mês de 2021. Ao todo, foram vendidos 2,3 bilhões de litros do biocombustível, conforme informações da União da Indústria de Cana-de-Açúcar (UNICA).

No café, as exportações cresceram 5,1% em maio, superando 2,8 milhões de sacas de 60 kg do produto. Ainda assim, o acumulado de 2022 está 7% menor do que no ano passado, de acordo com a Cecafé.

Agenda da semana

Quer melhorar as suas pulverizações agrícolas, produtor? Então aproveite o curso Educação e Manejo: as Melhores Práticas no Uso do Glifosato. Nas aulas online são abordados tópicos como tecnologia de aplicação, uso correto de EPI’s, lavagem e destinação das embalagens, segurança do aplicador e muito mais. O curso é 100% gratuito e os materiais são enviados diretamente para seu WhatsApp. Acesse o site para conferir outros detalhes e aproveite mais essa oportunidade oferecida pela Bayer.

Por fim, para a próxima semana, o Doutor Agro resume os pontos nos quais os produtores precisam ficar de olho: economia mundial, clima sobre a safra brasileira, as lavouras dos Estados Unidos e a economia brasileira.