14 MIN DE LEITURA

Impactos dos erros no plantio de algodão

27 de setembro de 2023

Impactos dos erros no plantio de algodão

O algodão é uma das fibras naturais mais valiosas do mundo, e desempenha papel crucial na indústria têxtil e na economia global. Para obter sucesso com esta cultura, é importante manter o foco no plantio de algodão eficiente.

A produção de algodão envolve muitas operações, e seu manejo ao longo da safra é 100% mecanizado. Por esse motivo, quando o plantio é realizado de forma inadequada, o manejo da cultura pode ser afetado.

Continue esta leitura, e saiba como iniciar a safra com uma boa plantabilidade, e conheça os impactos de dos erros no plantio de algodão.


Como realizar o plantio de algodão

Para que o plantio de algodão ocorra da melhor forma, é importante reforçar que alguns processos devem ser iniciados com até 90 dias de antecedência do operação. Nesta etapa que antecede o plantio, é necessário realizar a correção do solo, e o manejo eficiente de plantas daninhas e pragas.

A escolha de uma semente de algodão com alto vigor e germinação também é crucial neste processo.

Além disso, é fundamental realizar a manutenção das plantadeiras antes de levá-las para o campo. Deve ser considerando a avaliar e trocar peças, e higienizar o maquinário, considerando todos os componentes, como carrinho de sementes, dosador de sementes, cortador de palha, dosador e sulcador de fertilizante.

Com a plantadeira em perfeitas condições, o próximo passo é regular o maquinário para a operação. Embora envolva poucas ações, o erro ou acerto no plantio depende destes ajustes.

Com a plantadeira na lavoura, veja o que deve ser regulado antes de começar a operação:

  • Conferir e contar o número de sementes por metro
  • Medir espaçamento e distribuição entre as sementes
  • Profundidade de plantio
    Deve ficar entre 1 e 2 cm.
  • Profundidade do adubo
    Deve ficar de 10 a 15 cm abaixo da semente.
  • Velocidade de plantio
    Para que haja uma boa distribuição de plantas na lavoura, o plantio deve ser realizado em velocidades de 5 km/h e 6 km/h.
  • Ângulo de corte do disco de corte
    Deve estar regulado de forma a cortar a palhada, e não colocar a palha junto da semente.
  • Ângulo das rodinhas de fechamento do sulco de plantio
    Regular de forma que a rodinha coloque pressão o suficiente para aproximar a terra na semente, reduz os bolsões de ar no solo.

Com estes ajustes, é esperado obter a densidade correta, na profundidade correta, e com o espaçamento entre sementes desejado.


A importância de um bom plantio de algodão

A operação de plantio não é apenas um dos processos da safra, mas sim a base que direciona todo o manejo da lavoura. De acordo com engenheiro agrônomo e consultor Anderson Pereira, da Ag.In, a etapa de plantio pode representar mais de 80% do resultado da safra.

Realizar o plantio adequadamente permite que a cultivar de algodão expresse todo seu potencial, que pode envolver produtividade, resistência ao ataque de pragas e doenças, e maior tolerância a estresses, como alta umidade, ou escassez de água.

Além disso, com boa plantabilidade, as características da fibra produzida pelas plantas são protegidas, pois a lavoura encontra condições adequadas para se desenvolver adequadamente, e expressar sua genética.

O plantio adequado também promove uma lavoura de algodão com germinação e emergência uniforme. Isso otimiza o uso de reguladores de crescimento, e aumenta a eficácia dos produtos, pois todas as plantas estarão no mesmo estágio de desenvolvimento no momento da aplicação.

A otimização dos custos de produção é outro benefício da plantabilidade correta. Com a lavoura de algodão nas condições ideais desde o início da safra, o uso de produtos químicos e biológicos se mantem dentro do padrão de dose e frequência planejadas.

Além disso, com bom plantio, o manejo de pragas, doenças e plantas daninhas é otimizado, o que resulta em menor custo por hectare.


Impactos dos erros na plantabilidade do algodão

Os erros cometidos durante o plantio de algodão podem afetar diretamente o desenvolvimento da lavoura, o manejo da cultura, e os recursos financeiros do agricultor.

Por exemplo, a má distribuição de sementes, sementes duplas, ou espaçamento entre plantas superior ao recomendado, resultam no estande de plantas com falhas.

Embora o algodão seja uma cultura que responde muito bem ao manejo, o estande com falhas dificilmente alcançará boa produtividade quando comparado ao estande com distribuição adequada de plantas.


Veja quais erros devem ser evitados no plantio, e seus impactos:

Velocidade de plantio errada

  • Má distribuição de sementes.
  • Sementes duplas.
  • Falhas no estande.
  • Competição entre plantas por água, luz e nutrientes.
  • Aumento da umidade da lavoura.
  • Ambiente favorável para pragas, doenças e plantas daninhas.
  • Menor tolerância a estresses.
  • Redução de produtividade


Profundidade errada

  • Germinação desuniforme da lavoura.
  • Estande com plantas em diferentes estádios fenológicos.
  • O manejo com reguladores de crescimento se torna complexo.
  • Dificuldade para manejo nutricional com produtos foliares.
  • Inviabilização da desfolha no final da safra.
  • Dificuldade para entrar com maquinários na lavoura.
  • Redução da qualidade de fibra.
  • Redução de produtividade.

Vale lembrar que, ao realizar o plantio de forma inadequada, pode ser necessário replantar a área toda. Como consequência, o agricultor pode perder a janela de plantio planejada.

De modo geral, todos estes impactos podem aumentar suas despesas do produtor com sementes, operação, insumos e manejo de pragas, doenças e plantas daninhas.


Use FieldView™ para plantar algodão

Para evitar estes problemas atenção com todos os fatores envolvidos no plantio, antes e durante a operação. Além disso, a ajuda do profissional qualificado pode fazer a diferença no planejamento, regulagem e execução do plantio de algodão.

Ferramentas digitais também são um recurso excelente para aumentar a eficiência e rendimento do plantio. Um exemplo de tecnologia que pode apoiar o agricultor do início ao fim do plantio, é a ferramenta de agricultura de precisão desenvolvida pela Bayer, FieldView™.

FieldView™ pode ser acessada de dentro da plantadeira, orientado o operador por meio de dados obtidos em tempo real a partir de sensores instalados no maquinário. Com estas informações, o operador pode acompanhar o andamento do plantio, e verificar a necessidade de ajustes, seja na velocidade de plantio, profundidade e distribuição de sementes.

Além de apresentar estes dados, FieldView™ armazena as informações da operação, gera mapas e cria um histórico da área, que pode ser cruzado com outras fontes. Com este benefício, o agricultor pode entender ainda melhor sua lavoura, e avaliar o desempenho de cada talhão a partir da eficiência das operações realizadas na área.