9 MIN DE LEITURA

Deterioração de sementes de soja: como acontece e o que fazer?

02 de outubro de 2023

Soja

Desde que é colhida, a semente de soja perde suas características, devido ao processo natural de deterioração, que acontece até a data do plantio. Isso ocorre porque a semente é um organismo vivo, e sua longevidade depende de uma série de fatores ligados à sua produção, colheita e armazenamento.

Embora não seja possível manter as qualidades de uma semente por tempo indeterminado, existem formas de retardar sua deterioração.

Saiba como acontece a deterioração de sementes de soja, e quais práticas podem manter as sementes viáveis por mais tempo.


Como acontece a deterioração de sementes de soja?

De acordo com a Universidade Federal de Santa Maria (UFSM), a deterioração inclui toda e qualquer transformação degenerativa irreversível, após a semente atingir seu nível de máxima qualidade.

Após a colheita das sementes de soja, elas perdem gradativamente a qualidade, e dessa forma é necessário compreender como o próprio processo de produção dessa semente interfere em sua longevidade.

Ainda de acordo com a UFSM, o trabalho envolvido na produção, colheita e armazenamento das sementes está interligado, e influencia drasticamente na qualidade da semente e, por sua vez, na velocidade com que ela se deteriora.


Veja quais etapas, da produção até a comercialização, influenciam na deterioração da semente de soja:


Manejo durante a safra
O manejo de nutrição de plantas pode influenciar positivamente no enchimento e peso de grãos, enquanto o manejo de pragas e doenças evita perdas por danos físicos e fisiológicos nas sementes. Quando este trabalho não é realizado adequadamente, a qualidade das sementes pode ser comprometida.


Condições climáticas durante a safra
O ambiente influencia bastante na qualidade da semente. Em uma safra com clima adequado, sem estresses, é possível produzir sementes de qualidade.

Qualquer adversidade, como períodos longos de seca, ou excessos de chuva, pode afetar a longevidade das sementes produzidas.


Colheita no momento correto
Além de planejar a colheita quando as vagens se encontram no momento ideal, é importante evitar que a operação ocorra em dias chuvosos ou com muita umidade.

Quando entra em contato com água, o grão pode inchar e desinchar, provocando rugas nas sementes, e reduz sua germinação e vigor. As rugas também podem servir como porta de entrada para doenças.


Colheitadeira adequada
O maquinário utilizado para colher a produção de sementes de soja deve estar devidamente regulado, e com a manutenção de peças em dia.

Descuidos nesta etapa podem causar danos mecânicos nas sementes. Essas lesões se tornam aberturas para pragas e doenças, e reduzem sua germinação, vigor e longevidade.


Qualidade do armazenamento
Segundo a Empresa Brasileira de Pesquisa Agropecuária (Embrapa), as sementes de soja devem ser armazenadas em um ambiente com temperatura abaixo de 25°C, umidade relativa de 70%, e boa ventilação.

A limpeza, e o manejo sistemático de pragas e doenças no local, também são fundamentais na proteção da qualidade das sementes.

É importante que, caso seja necessário, as sementes passem pelo processo de secagem antes de chegar ao armazém. No entanto, a semente é muito sensível a esta operação, que deve ser realizada com o máximo de eficiência.

Embora seja muito importante, o armazenamento não é capaz de melhorar a qualidade das sementes, apenas preservar. Além disso, o armazenamento não consegue reverter impactos causados nos processos anteriores.


Tratamento de sementes industrial
Assim que as sementes são comercializadas, o fabricante pode realizar o tratamento de sementes industrial (TSI), com foco na demanda do agricultor. Além de cobrir as sementes com inseticidas e fungicidas, o tratamento pode incluir revestimentos que protegem as sementes durante o armazenamento, mantendo sua viabilidade por mais tempo.

É importante lembrar que o TSI também não agrega qualidade à semente, apenas protege as características que ela apresenta até o momento do tratamento.


Consequências da deterioração da semente de soja

Conforme a semente de soja deteriora, suas características passam a ser afetadas. Isso pode ocorrer conforme descrito acima, ou pelo simples fato de as sementes terem sido utilizadas dentro do período estipulado pelo fabricante.

Veja as principais consequências da deterioração das sementes, conforme publicação da UFSM:

  • As plântulas crescem mais devagar.
  • A permeabilidade da membrana citoplasmática aumenta.
  • A atividade de algumas enzimas é reduzida.
  • As plantas são mais susceptíveis a estresses.
  • Ocorrem mudanças na respiração.
  • A reservas alimentícias são alteradas.
  • A cor da semente muda.
  • A velocidade de síntese dos compostos sofre alterações.

De modo geral, toda alteração física e fisiológica que acontece na semente a partir das operações realizadas antes, durante e depois da colheita, podem afetar a qualidade da semente, e sua longevidade.

Neste contexto, quanto maior a eficiência em todas estas etapas, maior será a preservação da vida útil da semente. Caso contrário, a deterioração das sementes acontecerá mais rápido do que o esperado.


O TSI e a proteção das sementes

O tratamento de sementes industrial é um processo pelo qual as sementes são submetidas a tratamentos químicos e biológicos antes de serem ensacadas e enviadas para a propriedade do agricultor. O objetivo é proteger as sementes e suas características de germinação e vigor.

O TSI é realizado com a utilização de equipamentos altamente sofisticados na unidade de beneficiamento da fabricante da semente, e apresenta uma série de vantagens em relação ao tratamento convencional ou “on farm” (realizado na fazenda).


Conheça alguns benefícios que o TSI oferece para o produtor de soja:

  • Precisão no volume de calda utilizado para tratar as sementes.
  • Menor risco de intoxicação dos operadores.
  • Testes e controle de qualidade fisiológica e física das sementes.
  • Uso de tratadoras com alta tecnologia.
  • Redução de riscos de danos à germinação e vigor das sementes.
  • Polímeros são aplicados para criar uma camada de proteção entre semente e ambiente.
  • Assistência técnica com equipes especializadas.
  • Comodidade para o produtor.

Como o TSI pode retardar a deterioração das sementes de soja

O TSI é o último estágio em que o fabricante da semente é responsável por preservar suas qualidades, e retardar a deterioração do produto. No entanto, com estes tratamentos, a longevidade natural da semente é protegida até o dia do plantio.

Por exemplo, antes do plantio, o TSI pode proteger as sementes contra pragas, doenças e microrganismos, que podem ocorrer no armazenamento do agricultor. Dependendo do produto utilizado no tratamento, também é possível proteger as sementes contra estresses, como curtos períodos de alta umidade ou calor.

No dia do plantio, os produtos fungicidas e inseticidas utilizados no tratamento, protegem as sementes, contra o ataque de pragas, doenças e microrganismos do solo. Estes tratamentos também protegem as plantas após a emergência, e seguem fazendo efeito até os estágios iniciais da cultura.

O tratamento de sementes com inoculantes ajudam no processo de fixação biológica de nitrogênio (FBN), e melhoram a forma como as plantas utilizam os nutrientes do solo.

Para usufruir destes benefícios, é fundamental que as sementes sejam semeadas o mais rápido possível após a chegada na propriedade. Quanto menos tempo as sementes passarem no armazenamento do agricultor, melhor será a performance do tratamento de sementes.

Escolher boas sementes é fundamental para evitar produtos que se deterioram rapidamente. É recomendado comprar sementes certificadas, de multiplicadores e empresas de confiança.

Juntando tudo isso, é possível maximizar a eficiência do TSI, e obter o melhor da variedade e da biotecnologia de soja.

Para saber mais sobre o tratamento industrial de sementes, e como ele pode beneficiar sua safra de soja, continue sua leitura clicando aqui.

Se você pretende conhecer melhor os pontos de atenção do armazenamento de grãos, assista ao Impulso Negócios Ep. 82, disponível no canal Agro Bayer Brasil: